Conexão de 6 horas em Madrid

Oi gente 😀

Neste post você encontrará informações sobre minha experiência em um passeio por Madrid durante uma conexão de pouco mais de 6 horas !
Mas antes, já tem um vídeo prontinho no YouTube sobre este roteiro.

Vale a pena sair do aeroporto em Madrid durante uma conexão?

Na minha opinião, tudo depende do horário que será sua conexão.
No meu caso foi bem de manhãzinha, das 05:10 ás 11:25 (6 horas e 15 minutos)

Neste caso, deu para fazer tudo tranquilo e ainda sobrou tempo, pois a maioria dos locais ainda estavam fechados quando chegamos. Então foi literalmente, só passar pelos locais.
A vantagem era que o metrô estava vazio ainda, os locais para tirar fotos também e pegamos um amanhecer incrível !

Se sua conexão for em horário de almoço ou de picos, tenha em mente sempre que pode demorar um pouco mais os trajetos. Mas ainda assim da pra ir, pois já vou te adiantar, mesmo se fosse só pra sair do aeroporto pra comer um churros, eu já iria !!!

Considere sempre o tempo de desembarque + tempo de embarque com antecedência (2 horas) + deslocamento até o centro e retorno ao aeroporto (1 hora).

Fora que se for sua primeira vez no aeroporto, você pode ficar meio perdido, eu mesmo achei que o Aeroporto de Barajas tem varias sinalizações mas são um pouco confusas, perdi quase 1 hora para me achar no aeroporto, comprar tickets, etc.

Você pode guardar sua mala de mão no aeroporto de Madrid.

Eu não precisei, pois estávamos com pouca coisa, mas quando chegamos no aeroporto de Madrid no terminal 4, havia um guarda-volumes no mesmo terminal.
Os preços eram: até 2 horas 6 euros por mala, e de 2 a 24 horas 10 euros por mala. Você deixa a mala, pega um comprovante e paga quando for retirá-la.


Como ir do aeroporto para o centro de Madrid

Existem várias possibilidades de ir do aeroporto para o centro, táxi, Uber, ônibus e metrô.
Nós fomos de metrô. Como eu disse ali em cima, achei que haviam muitas sinalizações, porém achei um pouco confusas. Talvez não seja para você, mas vou deixar alguns indicativos aqui de como fiz para chegar !

Nós saímos do Terminal 2, porém existia saída do terminal 4, por onde chegamos, ou seja, perdemos um tempão tentando localizar algo que já estava na nossa frente, por ser muito cedo, não havia quase ninguém para pedir informações, por isso andamos que nem baratas tontas e quase desistimos de ir.

A DICA MASTER PARA NÃO SE PERDER NAS BALDEAÇÕES E SABER QUAL METRÔ PEGAR É BAIXAR APLICATIVOS DE LOCALIZAÇÃO, COMO MOOVIT E CITYMAPPER.

Para comprar o ticket, haviam alguns rapazes auxiliando a compra nas maquinas automáticas, eles falavam o espanhol muito rápido e não pareciam com muita paciência no auxílio, fiz errado umas 2/3 vezes, mas deu certo, no final.

Como eu e meu marido íriamos ao centro e retornaríamos ao Aeroporto no mesmo dia, eles nos indicaram o ticket turístico de 1 dia. O valor foi de 8,40 euros para cada, que pelas minhas pesquisas realmente pareceu ser a opção mais barata.

Eu havia visto que o aeroporto cobrava uma taxa de 3 euros para sair e chegar ao aeroporto, porém não me foi cobrada.

MINI ROTEIRO EM MADRID

Tudo certo com os tickets e nosso roteiro em mãos.
A nossa escolha foi a seguinte :

Roteiro a partir da Puerta del Sol

Chegamos na Puerta del Sol, aproveitamos para conhecer a praça que é o coração de Madrid, com o famoso letreiro do Tio Pepe. Como estava amanhecendo a sensação foi mágica!

Caminhamos até a Plaza Mayor cheia de bares e restaurantes, mas que estava fechada e vazia, porém ainda assim, conseguimos contemplar a beleza daquele lugar, famosa por estar rodeada de edifícios de três pisos, e também porque já foi centro de touradas e execuções. A construção da praça foi concluída em 1619, por ordem de Felipe III. A estátua que se encontra no meio da praça, o homenageia.

Bem pertinho dali, encontramos uma churreria maravilhosa, e peloamordedels se você for sair do aeroporto e não comer nenhum churros, sua visita não vai ter valido a pena, ahhaha.
A indicação é : Tacita de Plata
Endereço: Calle Mayor, 31.

Continuamos descendo pela Calle Mayor, encontrando pelo caminho cantinhos que nem estavam no roteiro, até chegarmos ao incrivelmente popular Mercado de San Miguel. Que para nossa tristeza, só abria as 10:00.


Descendo um pouco mais, chegamos na Catedral de la Almudena e o Palácio Real.

Voltamos na Puerta del Sol passando pelo Teatro Real e caminhando pela Calle del Arenal.

Ainda daria para incluir uma visita rápida ao Estádio Santiago Bernabeu, que é o estádio do Real Madrid. Mas ficamos com medo e voltamos ao Aeroporto.

Tudo o que fizemos não deu nem 2km a pé e valeu muito, mas muito a pena. Imagina então se tudo estivesse aberto para experimentar umas comidinhas Espanholas ?
Espero um dia ter a oportunidade de voltar a Madrid com mais tempo, mas por hora, foi mais do que suficiente.

Espero que este post tenha ajudado vocês de alguma forma.
Temos muito mais conteúdo e dicas sobre a Europa por aqui.
Boa viagem !!!

Leave a Reply